Follow my blog with Bloglovin

Nova York, concentração de tudo um pouco, tudo ao mesmo tempo agora!  E a primeira vez na cidade, como não se render aos clássicos?  Nas minhas primeiras visitas a qualquer lugar eu não abro mão de ir aos lugares turísticos mesmo, que estão nos guias e que são meio que senso comum.

Na minha opinião, o papo de fugir do óbvio é até válido mas eu prefiro fazer isso às pitadas buscando conhecer locais de interesse específico, no meu caso (quase sempre) algo relacionado a comida.

Estou fazendo esse post para uma pessoa especial, meu irmão, que está indo pela primeira vez à cidade.  E espero que ele possa aproveitar as dicas, assim como quem mais chegar a esse texto.

Meus favoritos na Big Apple

Central Park

Na minha primeira visita à cidade, querendo fazer tudo ao mesmo tempo, acabei deixando o Central Park por último e tive muito pouco tempo de conhecer.  Na segunda vez, reservei um dia  só para ele, andei de uma ponta à outra, sem muito rumo, parando onde dava vontade, tirando fotos, aproveitando cada pedacinho que eu vi.

favoritos-1-de-1-2

 

V Avenida

Muito legal reservar uma tarde (ou mais),  caminhar com calma, entrar em todas as lojas que der vontade, sem pressa, mesmo que o objetivo não seja comprar, tem muita coisa legal e que não encontramos aqui em terras brasileiras

 

Brooklyn

Adorei atravessar a ponte à pé no fim do dia, ver a luz do sol refletida nos edifícios, a vista é linda tanto do lado de Manhatan quanto do outro lado da ponte.

Por lá, vale muito a pena comer no Peter Luger – uma das melhores carnes que já comi. Restaurante muito tradicional, em funcionamento desde 1887 que tem muito movimento.  Nossa primeira tentativa foi jantar por lá, mas como já estava lotado, não foi possível.  Aconselhável fazer reserva ou então, programar um almoço fora de horário de pico (foi o que fizemos no dia seguinte).

favoritos-1-de-2

 

High Line

O parque suspenso, instalado onde antes era uma  linha férrea, proporciona uma vista legal da cidade.  O que eu mais gostei no entanto foram os diversos comércios interessantes em seu entorno, no bairro de Chelsea.

Meu favorito sem dúvida é o Chelsea Market.  Lá você pode comer, comprar ingredientes e utensílios de cozinha.  Tudo que um amante de gastronomia poderia querer concentrado em um lugar muito cool.

favoritos-4-de-7
Vista da High Line
favoritos-3-de-7
Sashimi de ouriço preparado na sua frente no balcão da peixaria do Chelsea Market
favoritos-1-de-7
Chás e especiarias bem exóticos na Spices and Tease

 

Grand Central Terminal

Basicamente uma estação central de onde saem diversos trens e metrôs.  Mas a construção é muito bonita, tem um mercado gourmet bem legal, além de outras lojas e restaurantes.

 

Soho

Bairro bem descolado de Nova York onde descobri um local para comer (realy?) arroz doce: eu simplesmente amo arroz doce.  Mas esqueça aquela receite caseira que você conhece, na Rice to Riches os sabores são diversificados e inusitados como cheesecake e torta de abóbora.  Para quem gosta dessa delícia, vale muito a pena.

 

Estátua da Liberdade 

Mais clichê impossível mas ok, tem que ir ou, pelo menos, passar em frente. Optamos pela segunda alternativa: peguei a balsa para Saten Island gratuita que passa na ida e na volta em frente à Liberty Island, onde fica de fato a estátua.  O trajeto de aproximadamente 30 minutos e vale a pena também pela vista que se tem de Manhatan.

favoritos-1-de-1

 

Musical da Brodway

Confesso que não sou lá muito frequentadora de teatros e tampouco uma fã de musicais e mesmo assim, considero assistir um espetáculo da Brodway algo impredível.  Minha experiência foi com o Fantasma da Ópera, um espetáculo bem inusitado.

 

Comprinhas

Mesmo em tempos de câmbio desfavorável, sempre tem alguma coisa que valha a pena trazer da viagem, seja pelo preço ou pela indisponibilidade do produto no Brasil.  Inevitavelmente trago ingredientes e ítens de cozinha na mala, e outras coisinhas.   em Nova York tenho minhas lojinhas preferidas:

  • Williams Sonoma: Loja top top top para quem é amante de culinária: tem muitos utensílios de excelente qualidade, livros e ingredientes para cozinhar como temperos e extratos naturais (baunilha, amêndoas etc.).   A loja muitas vezes tem preços especiais para equipamentos e foi lá minha aquisição mais “trambolho”: uma máquina de sorvete da Cuisinart que uso MUITO.
  • Uniqlo: Loja de roupas básicas, estilo GAP, mas gosto mais pelo preço e qualidade.
  • Spices and tease: Uma loja de especiarias e chás especiais dentro do Chelsea Market, muito boa!